Novo

Anel Corvo De Odin, Prata 925. Fabricação Própria - 11056401

381 reais con 60 centavos no boleto 10% OFF

424 reais em 12x 35 reais con 33 centavos sem juros

10% OFF no boleto

Frete grátis

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Disponível 5 dias após sua compra

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia de fábrica: 30 anos

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

FabricanteFlávio Crestana
MarcaFlávio Crestana joias artesanais ltda
ModeloCorvo de Odin
MaterialPrata

Outras características

  • Tipo de anel: Corvo de Odin Prata maciça 925

  • Estilos: viking,nordico,Antigo

  • Com pedra: Não

  • Pureza do metal: 925

  • Idade: Adultos

Guia de tamanhos

TamanhoBRLargo total
1010 5,00 cm cm
1111 5,10 cm cm
1212 5,20 cm cm

Descrição

Selecione uma medida disponível, se não houver a medida do seu dedo disponível, selecione a opção: 1 – Encomendar medida (enviamos no prazo de 3 a 5 dias) e envie uma mensagem no chat da compra ou no whatsapp informando a medida assim que finalizá-la. Se a medida do seu dedo aparecer como a pronta entrega o envio é imediato.

ANEL CORVO de ODIN, PRATA 925. Fabricação própria - 11056401

METAL: PRATA 925
LARGURA: 32,5 mm
PESO MEDIO: 16,4 gramas
PROCEDÊNCIA: Peça exclusiva de fabricação própria.

Fornecemos garantia de entrega, certificado de garantia e autenticidade, nota fiscal e embalagem para presente.

Na mitologia nórdica, Huginn (do nórdico antigo "pensamento") e Muninn (do nórdico antigo "memória" ou "mente") são um par de corvos que voam por todo o mundo conhecido como Midgard, trazendo informações ao deus Odin.

Odin ou Ódin é considerado o deus principal do clã dos deuses Aesir, o clã mais importante de deuses da mitologia nórdica e nas crenças das religiões neopagãs germânicas. Também é conhecido como "Pai de Todos" e "O enviado do Senhor da Guerra".

Seu papel, como o de muitos deuses nórdicos, era complexo; era o deus da sabedoria, da guerra e da morte, embora também, em menor escala, da magia, da poesia, da profecia, da vitória e da caça.

Odin morava em Asgard, no palácio de Valaskjálf, que ele construiu para si, onde podia observar o que acontecia em cada um dos nove mundos, graças aos seus dois corvos Hugin e Munin. Durante o combate brandia sua lança, chamada Gungnir, e montava seu cavalo de oito patas, chamado Sleipnir.

Odin era filho de Borr e pai de vários dos deuses asses (Æsir), tais como Thor, Balder, Vidar e Váli.

Como deus da guerra, era encarregado de enviar suas "filhas", as valquírias, para recolher os corpos dos heróis mortos em combate, os einherjar, que se sentam a seu lado no Valhalla de onde preside os banquetes. No fim dos tempos Odin conduzirá os deuses e os homens contra as forças do caos na batalha do fim do mundo, o Ragnarok. Nesta batalha o deus será morto e devorado pelo feroz lobo Fenrir, que será imediatamente morto por Vidar, que, com um pé sobre sua garganta, lhe arrancará a mandíbula.